Voltar

Porta do Soar e Muralha Afonsina

40.65946, -7.912594

As muralhas carregam a pesada responsabilidade de proteger as cidades. Desde a queda do império romano, no séc. V, até à Baixa Idade Média, no séc. XV, Viseu esteve desprotegida, tendo na fortificação da colina da Sé o seu único refúgio. Ao longo da história, a cidade foi fustigada por diversas invasões. As castelhanas, decorrentes do conflito da crise dinástica de 1383-1385, semearam o pânico e destruição na cidade. A lealdade de Viseu ao mestre de Avis, futuro D. João I, deu então início, em 1418, à construção da cerca da cidade, uma obra que se arrastou durante 70 anos, terminada apenas no reinado de Afonso V. Do troço original e das suas sete portas originais, apenas se encontram preservadas a porta dos Cavaleiros, a sul, e a porta do Soar a norte.

Sabia que… esta muralha nunca foi concluída devido ao espectro da guerra ter assombrado novamente a cidade ainda no séc. XV?

  • - - -

  • - - -

  • - - -