Voltar

Quinta da Cruz inaugura amanhã exposição de tapeçaria e bordados

“O Cheiro da Terra Molhada”, de Paula Vilhena, convida a explorar a natureza e os sentidos

A partir de amanhã, dia 14 de abril, a Quinta da Cruz acolhe no seu Centro de Arte Contemporânea a exposição “O Cheiro da Terra Molhada”, de Paula Vilhena.

A exposição, realizada em parceria com a APECV (Associação de Professores de Expressão e Comunicação Visual), tem a sua inauguração agendada para as 16H30.

Esta é uma mostra com perto de 20 peças de tapeçaria de parede e bordados, onde as texturas das linhas e tecidos se misturam com as da natureza.

Através destas peças, Paula Vilhena  pretende evocar vários sentidos e despertar memórias de tempos em que vida quotidiana se desenrolava em comunhão com a natureza, celebrando a capacidade de renovação da terra a cada adversidade.

A exposição estará patente na Quinta da Cruz até 30 de junho.

Paula Vilhena reside em Viseu e é Professora de Educação Visual e Tecnológica. É também professora associada da APECV. A concretização desta exposição resulta de um trabalho desenvolvido ao longo dos últimos dois anos pela sua autora, cuja tradição familiar está também intimamente ligada à tapeçaria e bordados. Paralelamente, o percurso de Paula Vilhena passa também por outras vertentes artísticas, nomeadamente a pintura.