Voltar

Viseu assinala 44 anos da “Revolução dos Cravos” com grande concerto de Vitorino

Em véspera de feriado, Aula Magna do IPV receberá o concerto documental “Recordar Abril”, pelo grupo AD Libitum

Na próxima semana, a cidade-jardim assinala os 44 anos da revolução de Abril com um programa especial de comemorações, numa iniciativa conjunta da Câmara e Assembleia Municipais.

A praça histórica de Viseu, o Mercado 2 de Maio, receberá um grande concerto comemorativo pela voz de Vitorino. A atuação terá lugar pelas 17 horas e será de entrada livre.

O cantautor português é uma das figuras da geração da música de intervenção, a par de Zeca Afonso, Fausto, Sérgio Godinho ou José Mário Branco, dos quais foi também companheiro de palcos e canções. Com uma longa e conceituada carreira no panorama musical português, com mais de 30 álbuns editados, Vitorino é o responsável por grandes êxitos como “Menina Estás à Janela”, do seu primeiro disco “Semear Salsa ao Reguinho”.

Recebeu por duas vezes o Prémio José Afonso, em 1988 e em 1992, com os álbuns "Negro Fado" e "Eu Que Me Comovo Por Tudo E Por Nada", respetivamente, tendo ainda sido agraciado com a Grã Cruz da Ordem da Liberdade pela sua relevância cultural e intervenção na sociedade.

O programa de comemorações em Viseu terá contudo o seu arranque na véspera do feriado, dia 24 de abril, com o concerto documental “Recordar Abril”, pelo grupo viseense AD Libitum. Ao longo deste espetáculo, serão entoados e revisitados alguns dos “maiores” hinos da revolução, de Zeca Afonso ou Sérgio Godinho, acompanhados por momentos de narração e projeção de imagens alusivas ao acontecimento.

O concerto terá lugar na Aula Magna do Instituto Politécnico de Viseu, pelas 22 horas. A entrada é gratuita, sujeita ao levantamento prévio de ingressos no Quiosque de Turismo, no Rossio, a partir das 15 horas de hoje, dia 19 de abril.

A iniciativa “Recordar Abril” estender-se-á também à comunidade escolar, com duas sessões especiais deste concerto, de manhã e à tarde, oferecidas pelo Município de Viseu. Participarão desta “viagem” no tempo, mais de 500 alunos do 6ºano dos agrupamentos escolares do Viso, Infante D. Henrique, Mundão e Grão Vasco.

Para além da vertente musical, indissociável da evocação do Dia da Liberdade, terão ainda lugar no dia 25 de abril as habituais cerimónias oficiais, no período da manhã.

Pelas 9H30, o Presidente da Assembleia Municipal, Mota de Faria, assim como os membros do executivo municipal, marcarão presença no Regimento de Infantaria nº 14 para prestar homenagem e reconhecimento ao papel do Regimento na revolução do 25 de abril.

De seguida, pelas 10H30, terá lugar a sessão solene da Assembleia Municipal, na Associação sita em Figueiredo, freguesia de São Pedro de France, onde, para além das intervenções dos diferentes órgãos e partidos políticos, realizar-se-á também a conferência “Todos têm direito à liberdade”, pela magistrada Maria João Antunes.