Voltar

Museus de Viseu celebram Jornadas Europeias do Património

Rede municipal de Museus proporciona atividades sob a temática “Partilhar Memórias”, durante o fim-de-semana, e Feira dos Minerais do Museu do Quartzo apresenta-se com novas e mais propostas, para todas as idades

Este fim-de-semana, dias 28, 29 e 30 de setembro, celebram-se as Jornadas Europeias do Património e os Museus de Viseu associam-se à iniciativa com a oferta de um conjunto de oficinas, workshops e visitas guiadas temáticas ao abrigo do mote do evento: “Partilhar Memórias”.

Os programas completos das Jornadas Europeias do Património em Viseu e da Feira dos Minerais, Gemas e Fósseis 2018 podem ser consultados aqui.

Durante os 3 dias, a Coleção Arqueológica José Coelho, o Museu do Quartzo, o Museu Almeida Moreira, a Casa da Ribeira, a Quinta da Cruz, a Casa de Lavoura e Oficina do Linho e o Museu de História da Cidade farão a recolha de registos-áudio de memórias de visitantes sobre o património local. Todos os que possuam histórias e memórias sobre o património da cidade serão convidados a partilhá-las nos Museus, em registo áudio, para posterior tratamento e divulgação ao público. Esta é uma ação que visa promover a partilha, registo e preservação de memórias e histórias sobre o património local, nomeadamente os edifícios, personalidades, exposições, tradições e vivências pessoais ou coletivas.

“Estamos a cumprir os objetivos que definimos no início do ano”, afirmou o Presidente da Câmara Municipal, Almeida Henriques. “A oferta dos nossos museus municipais está cada vez mais voltada para o património cultural e natural e a interação com o público é cada vez maior”, concluiu.

Paralelamente, os espaços museológicos apresentarão uma série de atividades para todos os públicos e idades e o Museu do Quartzo recebe a Feira dos Minerais, Gemas e Fósseis 2018.

Para o Vereador da Cultura e Património, Jorge Sobrado, “os museus municipais de Viseu estão a reencontrar-se com a sua vocação e os seus públicos. Todos apresentam novas exposições temporárias e crescem em 2018 na afluência de visitantes. São cada vez mais pontos de passagem obrigatória no concelho, tanto para a comunidade, como para turistas.”

A 7ª edição da Feira, que decorre desde 2012, inaugura no dia 28 de setembro, pelas 15 horas, e apresenta uma programação diversificada ao longo de três dias.

Destaque para a apresentação do livro do Professor Galopim de Carvalho “O Avô e os Netos Falam de Geologia”, que aborda diversos conceitos de geologia através de conversas que o autor tem com os seus três netos, numa linguagem simples e acessível. É na sexta-feira, pelas 18 horas.

Ainda no dia da inauguração, pelas 21 horas, a OFIUCO – Associação de Divulgação da Astronomia, associa-se ao Museu do Quartzo para uma atividade de observação e conhecimento do céu e suas principais constelações, a olho nu ou através de telescópio, no Monte de Santa Luzia.

A Feira dos Minerais 2018 também traz o Concurso de Fotografia “Charco com Vida”, a 29 de setembro, pelas 11 horas.

Entre uma série de atividades, a Feira dos Minerais estará aberta ao público no dia 28 de setembro, entre as 15 e as 22 horas, no dia 29, das 10 às 18 horas, e entre as 10 e as 17 horas do dia 30 de setembro, domingo. O programa completo pode ser consultado em www.visitviseu.pt.

No âmbito das Jornadas Europeias do Património, este fim-de-semana, o Museu do Linho de Várzea de Calde proporciona duas oficinas lúdico-pedagógicas: “Bonecas de Outros Tempos”, no dia 28, pelas 11 e pelas 15 horas, e “O Ciclo do Mel”, no dia 29, pelos mesmos horários. No domingo, dia 30, o Presidente da Junta de Freguesia de Calde, curadores, artistas, formadores e amigos do Museu do Linho juntam-se para uma conversa sobre a história do Museu, pelas 10H30, para “Partilhar Memórias em Várzea de Calde”.

A Casa da Ribeira também preparou duas oficinas: “Vivências das Gentes – Os Jogos do Povo”, no dia 28, pelas 11 e pelas 15 horas e “Remar! Mergulhar! Nadar! – As Barcas da Ribeira em Origami”, no dia 29, nos mesmos horários. “À Volta das Tradições – Das Aldeias para a Cidade!” é o nome da conversa que tem lugar no domingo, às 10H30, e que conta com a presença de Miguel Almeida - coordenador do conselho técnico da região de Viseu da Federação de Folclore Português –, que falará sobre as tradições que as gentes das aldeias ainda hoje guardam, através dos grupos de folclore.

“Queremos resgatar ao esquecimento as memórias destes lugares, das suas vidas e reencarnações passadas, dos usos e vivências que tiveram e proporcionaram. É uma forma da sua devolução às pessoas, da sua reapropriação. Essas memórias contam boas histórias e fazem parte do património local”, sublinhou o Vereador da Cultura.

Na Casa do Miradouro, lar da Coleção Arqueológica José Coelho, haverá a visita-guiada e conversa “Memórias do Miradouro”, a 29 de setembro, às 15h30, onde Maria Sobral e Cristina Aguiar conversarão sobre as memórias do edifício enquanto espaço de habitação e 1ª casa do Conservatório de Música de Viseu. Destaque, também, para a oficina “Histórias Baralhadas”, no dia 28, às 10h30 e às 14h30, e para a oficina de famílias “História de uma memória inventada mesmo agora”, no sábado, às 10h30.

A Quinta da Cruz recebe, no dia 29, a conversa “Partilhar Memórias na Quinta da Cruz”, com Teresa Calheiros, Nuno Calheiros e Pedro Ribeiro, pelas 10H30: um debate sobre a história da Quinta, a sua construção e envolvente, o seu espaço habitacional e a diversidade natural do espaço.

Nos dias 29 e 30, sábado e domingo, pelas 15 horas, acolhe a oficina “Mil Folhas” onde, depois de um passeio pelo jardim e de se observar as plantas e espécies vegetais que habitam a Quinta, se farão impressões em folhas de papel, criando diferentes composições coloridas.

“Partilhar Memórias no Museu Almeida Moreira” é o diálogo que o Museu recebe no dia 29, pelas 17 horas, entre Luís Fernandes e Alberto Correia, onde se discutirá a figura do Capitão Almeida Moreira e a sua marca na cidade, o Museu Grão Vasco e os projetos emblemáticos por ele conduzidos, assim como a história dos desenhos preparatórios do Painel de Azulejos do Rossio.

O Museu da Casa do Soar também proporciona uma visita guiada para adultos: “Viseu no Tempo de Almeida Moreira”. Esta será uma viagem pela cidade-jardim por locais onde, ainda hoje, se observa a marca deixada pela personalidade viseense. Realiza-se nos dias 29 e 30, às 10H30.

No Museu de História da Cidade, a Infantuna Cidade de Viseu vai protagonizar um momento musical com especial enfoque nas memórias da cidade. É no dia 29, pelas 18 horas.

Já no dia 30, às 15 horas, também se partilharão memórias. Pedro Sobral falará sobre a história da Rua Direita na cidade e sobre o edifício emblemático da antiga “Papelaria Dias”, entre outros temas simbólicos.

Em ambos os dias (29 e 30), às 11 horas, o Museu proporciona a oficina para famílias “Viriato Por Um Dia”.

Também no sábado e domingo, dias 29 e 30, o Comboio Turístico de Viseu realiza visitas guiadas pelas 15, 16 e 17 horas. O ponto de encontro é no Rossio e os interessados devem inscrever-se através do e-mail cultura@cmviseu.pt.

Integrada nas comemorações das Jornadas Europeias do Património, o Município de Viseu coorganiza, ainda, com o Museu Nacional Grão Vasco e a Associação de Professores de Expressão e Comunicação Visual, uma conferência internacional, entre os dias 18 e 21 de Outubro. Intitulada “Educação Patrimonial, Turismo e Comunidades”, tem por curadora científica Ana Barbero e mais de 30 oradores convidados.

As Jornadas Europeias do Património foram lançadas em 1991 por iniciativa do Conselho da Europa e com o apoio da Comissão Europeia, procurando consciencializar os cidadãos europeus para a importância do seu património cultural.

De acordo com a Direção Geral do Património Cultural, entidade que coordena a programação das Jornadas Europeias do Património em Portugal, ”reavivar continuamente a memória é fundamental para que o passado não seja esquecido, pois capacita-nos a atualizar impressões ou informações, fazendo com que a história se eternize na nossa consciência e se transmita de geração em geração”.

Os programas completos das Jornadas Europeias do Património em Viseu e da Feira dos Minerais, Gemas e Fósseis 2018 podem ser consultados aqui.

Todas as novidades sobre os museus municipais de Viseu podem ser conhecidas em www.visitviseu.pt e no Facebook e Instagram “Museus de Viseu”.