Voltar

Viseu dá as boas-vindas à primavera com notas poéticas pela cidade

“Dizer Poesia” celebra o género literário, aliando ainda a música e a arte urbana. Evento está agendado para maio, mas terá um ‘warm-up’ já no próximo ­fim de semana

No próximo ­fim de semana, dias 18, 19 e 20 de março, Viseu abre uma nova página na agenda cultural do concelho, com um “levantar da cortina” daquele que será um novo evento dedicado à celebração da literatura, mais concretamente da poesia, através de outras formas de expressão artística como a arte urbana e a música. Chama-se “Dizer Poesia” e promete agitar a Cidade-Jardim nesta primavera.

“Neste novo ano, a nossa agenda cultural está a ganhar forma e o Município de Viseu está empenhado em apresentar novos pretextos que permitam a viseenses e visitantes viver a cidade e o que de melhor esta tem para oferecer”, salienta o Presidente da Câmara Municipal de Viseu, Dr. Fernando Ruas.

Nestes três dias, o “Dizer Poesia” dá-se a conhecer aos viseenses e visitantes, com algumas ações e apresentações que promovem a interação entre a arte e a comunidade, antevendo assim aquele que será o concretizar do evento principal, em maio, nos dias 27 a 29. Para já, este warm-up assume um assinalar simbólico daqueles que são dois dias marcantes: o Dia Mundial da Poesia e o Dia Mundial da Árvore, assinalados a 21 de março.

“A pandemia COVID-19 continua a colocar-nos alguns entraves, mas não baixamos os braços. O Município está motivado em alavancar novos projetos e iniciativas culturais e é isso que nos leva à apresentação do ‘Dizer Poesia’”, sublinha a Vereadora da Cultura, Turismo e Património, Dr.ª Leonor Barata.

“Assim, neste iniciar da primavera, optámos por assinalar simbolicamente estas duas datas e guardar o grande evento para o mês de maio, altura em que vamos também dar início a uma programação consistente de verão. Para já, todos são convidados a beber inspiração nestas breves notas poéticas, uma espécie de prefácio do grande poema que está para vir”, afi­rma a Vereadora.

Na sexta-feira, dia 18, o Solar do Vinho do Dão abre portas para acolher uma apresentação única, que alia a música clássica e a poesia (declamada), com o Conservatório Regional de Música de Viseu Dr. José de Azeredo Perdigão e o Grupo ArDemente. Terá início pelas 18H30. As inscrições para participar deste momento podem ser realizadas até às 16 horas de quinta-feira, dia 17 de março, através do email turismo@cmviseu.pt, sendo as mesmas limitadas à lotação do espaço.

No âmbito deste evento, nasce o projeto “Brigada Poética”, que sairá à rua, pela primeira vez, neste fim de semana. Esta proposta de intervenção artística em espaço público resulta de uma parceria com a Escola Superior de Educação de Viseu, nomeadamente através dos seus alunos de Artes da Performance Cultural e Produção nas Artes do Espetáculo.

A “Brigada Poética” é constituída por Portadores de Árvores-Poema, que irão deambular pelas praças e ruas da cidade, nomeadamente do Centro Histórico, com rastos/caudas poéticas, desafi­ando todas as pessoas que caminham pelo espaço público a deixar-se encantar pelas “sementes poéticas” que estes vão lançando. Mas a poesia não será só “semeada”: será também declamada, anunciada, concretizada em breves momentos de performance pelos Porta-Vozes Poéticos. A “Brigada Poética” promete surpreender e promover momentos de interação inéditos.

A “Brigada Poética” andará pelas ruas no sábado, dia 19, entre as 10 e as 12 horas, e entre as 15 horas e as 17H30. No domingo, dia 20, será também à tarde, entre as 15 horas e as 17H30. O ponto de partida será sempre o Rossio, sendo que as performances de poesia irão acontecer na Praça D. Duarte, no Largo Pintor Gata, na Rua Formosa e no Rossio.

Neste prefácio do “Dizer Poesia”, as palavras saltam também das páginas dos livros para o espaço público, através de um projeto de arte urbana, especialmente desenhado para o evento.

A designer e ilustradora Rosário Pinheiro e a artista plástica e ilustradora Inês Flor serão responsáveis pela concretização deste projeto, onde pequenas frases ou excertos de poemas e textos irão emergir, pintadas em muros, caixas de eletricidade, escadas/escadarias, arcos, pavimento, paredes ou bancos de jardim.

Aquilino Ribeiro, Judith Teixeira, Ana de Castro Osório e Tomás Ribeiro são alguns dos autores da cidade-região cujos textos da sua autoria estarão representados neste novo roteiro de arte urbana dedicado à poesia que viseenses e visitantes vão poder percorrer e observar. Outros autores que mencionam Viseu nas suas criações são também aqui representados, como é o caso de Camilo Castelo Branco.

A comunidade poderá ver “in loco” o trabalho das artistas ao longo de sexta-feira, sábado e domingo (dias 18, 19 e 20). Contudo, no sábado, e caso a situação meteorológica assim o permita, será realizada a inauguração o­ficial deste roteiro, pelas 10H30. O ponto de partida será no Rossio, passando assim por algumas das intervenções concluídas e outras a decorrer.

Ainda neste ­fim de semana, no sábado, poesia e música andarão de mãos dadas. Tilhon, Mara Pedro e Domini são o trio que vai protagonizar um breve concerto em acústico, de aproximadamente trinta minutos, onde o rap e o fado, também eles formas de expressão, de construção linguística e de poesia, em diferentes contextos, são exaltados e celebrados, quer em concerto como numa conversa entre os artistas. A atuação terá lugar no Rossio, pelas 15H30.

E como a poesia tem também um dia mundial que lhe é dedicado, e o qual se celebra a 21 de março, é também no sábado, dia 19, que, simbolicamente, o Jardim das Mães terá uma árvore/recanto especial, abrigo de poemas escritos em papel, os quais poderão ser retirados e lidos pelos amantes da poesia.

Esta iniciativa une assim a poesia e a natureza, celebrando também os exemplares arbóreos como elementos primordiais na Cidade-Jardim, naquele que é também o Dia Mundial da Árvore (assinalado igualmente a 21 de março).

Este é apenas o anunciar de um projeto de maior escala que está a ser desenvolvido em parceria com a Escola Superior de Educação de Viseu e que terá a sua inauguração no evento, em maio.

De salientar que os autores, poemas e textos associados ao “Dizer Poesia”, nomeadamente à “Brigada Poética”, às intervenções de arte urbana e ao projeto no Jardim das Mães foram eleitos tendo por base a ligação destes com a cidade-região.

Ainda no âmbito da comemoração do Dia Mundial da Poesia, e também associado a este evento, está a iniciativa “Saramago também é poesia”, que se realiza no sábado, dia 19, pelas 16 horas, na Biblioteca Municipal D. Miguel da Silva. Será protagonizada pelo Grupo OFF/AFTA. Os interessados em participar poderão fazer a sua inscrição através do e-mail biblioteca@cmviseu.pt.

O evento “Dizer Poesia” é organizado pelo Município de Viseu. São parceiros desta realização o Conservatório Regional de Música Dr. José de Azeredo Perdigão, a Escola Superior de Educação de Viseu, a CVR Dão e o GICAV.