Voltar

Dezoito peças e histórias sobem a palco no regresso do Festival de Teatro de Viseu

Perto de 200 pessoas participam nesta iniciativa municipal, que decorre entre os dias 1 de maio e 12 de junho

O Festival de Teatro de Viseu está de regresso aos palcos da Cidade-Jardim para celebrar a sua 21ª edição.

Entre os dias 1 de maio e 12 de junho, são 18 as peças de teatro levadas a palco por grupos de Viseu, nas quais participam perto de 200 crianças, jovens e adultos de Escolas, Associações e Instituições do concelho.

“O Festival de Teatro de Viseu é uma iniciativa que destaco com especial carinho, dado os seus anos de história e o lugar que conseguiu conquistar na agenda cultural da cidade”, sublinha o Presidente da Câmara Municipal de Viseu, Dr. Fernando Ruas. “Não só é uma marca forte da Cultura em Viseu, como também um palco privilegiado para a nossa comunidade artística mostrar o seu trabalho e talento”, conclui o autarca.

O Auditório Mirita Casimiro será o palco principal desta realização, sendo que duas das peças desta programação passarão também pelo Quartel dos Bombeiros Voluntários de Viseu, na Rua José Branquinho, e pelos Jardins da Casa do Miradouro, no Centro Histórico.

A grande maioria dos grupos participantes concorrem na categoria de Associações/Instituições, havendo dois a concorrer na categoria Escolar. A Zunzum – Associação Cultural, a Associação Juvenil Visiunarte Ateliês de Teatro de Dança, a AFTA – Associação de Fomento de Teatro Amador, a Recreativo de Bassar – Associação Desportiva e Cultural, a Enérgica – Associação Juvenil de Viseu, a Associação Jita Kyoei, o Colégio da Via-Sacra, o Colégio da Imaculada Conceição e a Escola D. Luís Loureiro, de Silgueiros, são as associações e escolas cujos grupos participam desta 21ª edição.

No final do Festival, o júri avaliará a performance dos grupos e atribuirá os prémios de Melhor Peça de Teatro, Melhor Interpretação Feminina e Melhor Interpretação Masculina.

Com objetivo de distinguir a criatividade artística e a excelência do trabalho realizado, o Município de Viseu atribuirá ainda o prémio "Osório Mateus”, o qual homenageia o professor, investigador e encenador, natural de Viseu, falecido em 1996, mas que foi uma das personalidades mais relevantes no estudo do teatro. Em 2022, este será dedicado ao melhor texto original e o vencedor receberá um prémio no valor de mil euros.

“Ao longo de cerca de um mês, Viseu será um palco privilegiado para esta arte, para estes jovens e adultos, que nos apresentam um conjunto de peças e histórias na qual trabalharam nos últimos meses. Será uma oportunidade para toda a comunidade de poder desfrutar da excelência artística dos grupos de teatro do nosso concelho, apoiando o seu percurso, criatividade e talento”, destaca a Vereadora da Cultura, Dr.ª Leonor Barata.

Os bilhetes poderão ser adquiridos, brevemente, junto dos grupos responsáveis pelas peças de teatro (previamente e/ou no próprio dia, hora e local do espetáculo). De salientar que, para o espetáculo de estreia “Teatro de Operações”, a reserva de ingressos deve ser feita através do link https://reservas.zunzum-ac.pt/. Os valores poderão variar entre a entrada gratuita (para crianças até aos 12 anos), 1,75€ (para pessoas portadoras do cartão jovem/idoso) e 2,5€ (para maiores de 12 anos, inclusive).

Consulte o programa completo