Voltar

Museu Almeida Moreira inaugura exposição “Terra Alma”, no próximo sábado

A exposição dedicada à cerâmica é da autoria de Elsa Rebelo, diretora artística da Fábrica Bordallo Pinheiro

A partir deste sábado, 16 de setembro, a arte da cerâmica será o centro das atenções no Museu Almeida Moreira, com a exposição “Terra Alma”. A artista responsável pela exposição é Elsa Rebelo, ceramista e diretora artística da Fábrica Bordallo Pinheiro.

A inauguração decorre a partir das 17 horas de sábado, 16 de setembro, no Museu Almeida Moreira, e conta com a presença da artista.

Para Elsa Rebelo, esta exposição procura “formas de percepção do objeto cerâmico através de novos sentidos e pulsões, que produzam um vínculo com o objeto, numa dimensão enigmática.”

Em “Terra Alma”, pode encontrar peças de cerâmica pintada, com forte inspiração na natureza e no planeta Terra. Numa descrição do processo criativo, Elsa Rebelo conta: “Cubro a terra, moldada ou rodada, com outros materiais minerais e pigmentos concentrados que existem debaixo dos nossos pés, dando forma, cor e voz às entranhas da terra.”

O museu municipal Almeida Moreira terá patente esta exposição até 25 de março de 2018.

Sobre Elsa Rebelo

Ceramista e Diretora Artística da Fábrica Bordallo Pinheiro. É Licenciada em Animação Cultural pela Escola Superior de Artes e Design das Caldas da Rainha (2006).

Aprende olaria e pintura com os mestres cerâmicos das Caldas da Rainha. Entre 1992 e 2001 leciona pintura e cerâmica.

Inicia a sua atividade na Fábrica Bordalo Pinheiro em 2001, onde trabalha até aos dias de hoje, representando a empresa em projetos internacionais, eventos culturais e coordenação artística de projetos com artistas plásticos e designers nacionais e internacionais. 

Paralelamente escreve para o livro ‘A Fábrica de Faianças das Caldas da Rainha, de Bordalo Pinheiro à Atualidade: Sua História’, e participa em diversas exposições como: “Heranças e Individualidades de Elsa Rebelo” no Museu da Cerâmica (2015); “Percursos Bordallo” (2009) – produção dos azulejos pela Fábrica Bordallo Pinheiro; “Orla das Gamelas” (2015);“Pontos de Paisagem” (2017); e “Corpus” no Museu José Malhoa (2016).

Em 2016  realiza a instalação “GRAAL”, no Mosteiro da Batalha.

Em 2011 é vencedora da nomeação ‘Personalidade Feminina 2011’, na categoria artística, pela revista LUX, numa iniciativa que visa premiar o talento, a paixão e o profissionalismo da mulher portuguesa.

Durante o ano de 2013, regressa à academia onde se licenciou para lecionar a disciplina de decoração de cerâmica.