Voltar

“Tinto no Branco” digitaliza-se e elege cinema e fotografia como tema, num cartaz mais internacional

A iniciativa literária de Viseu regressa de 4 a 6 de dezembro, de forma segura, com transmissão em live streaming. Antonio Fagundes, Patrícia Pillar, Rita Blanco, Jancis Robinson e Mia Couto são nomes em destaque

Em 2020, o festival literário de Viseu converte-se num programa de encontros literários com transmissão em live streaming, sem público presencial, numa opção que favorece a segurança e proteção num contexto crítico de evolução da pandemia.

O “Tinto no Branco” estará de regresso para a sua 6ª edição, de 4 a 6 de dezembro, proporcionando a todos os amantes dos vinhos e da literatura um programa recheado de grandes estreias e ansiados regressos.

A maioria das sessões será realizada a partir de Viseu, com a presença local dos autores e convidados, num espaço adequado, cumprindo todas as normas de segurança requeridas.

“Esta é uma alternativa cultural segura e responsável, que possibilitará manter aquela que é uma iniciativa já tão distintiva e marcante na agenda da cidade vinhateira do Dão”, destacou o Presidente da Câmara Municipal de Viseu, António Almeida Henriques.

No ano em que a cidade de Viseu as elege como estrelas na sua agenda cultural, fotografia e cinema ganham especial protagonismo na programação, cruzando-se com livros e vinhos. Os eventos – entre “mesas de debate”, apresentações de livros, entrevistas de vida, quizz e um espetáculo de poesia – são integralmente gratuitos. 

Pese embora o formato online, o “Tinto no Branco” reafirma aquelas que são já grandes marcas da sua identidade: um leque de convidados além-fronteiras e uma viagem pelas suas histórias, obras e percursos de vida

Nesta edição, a plateia de Viseu recebe nomes tão notáveis como os atores brasileiros Antonio Fagundes e Patrícia Pillar, conhecidos do grande público pelas suas participações em telenovelas, mas com carreiras premiadas no cinema e no teatro; a aclamada crítica de vinhos britânica Jancis Robinson, antiga editora da Wine & Spirit e da Decanter, colunista residente do Financial Times e autora de livros sobre o mundo vinhateiro, como o recente “Especialista de Vinhos em 24 horas”; ou a atriz portuguesa Rita Blanco, com uma das mais extensas filmografias em Portugal.

À mesa, juntam-se ainda dois grandes nomes da literatura e do cinema, cujas origens moçambicanas, as suas paixões e percursos profissionais os unem: o galardoado escritor Mia Couto, que regressa ao “Tinto no Branco” depois da sua presença em 2018, e o produtor e realizador Sol de Carvalho, que se estreia nesta iniciativa. “O dia em que explodiu Mabata Bata” dá o mote à conversa entre ambos, numa ligação umbilical entre a obra escrita por Mia, em 1986, adaptada ao cinema em 2017 por Sol, num filme intitulado “Mabata Bata”.

“Estes encontros serão uma espécie de antidepressivo cultural no atual contexto e uma prova mais de resiliência de uma cidade e de um setor que não desistem”, afirmou o Vereador da Cultura, Jorge Sobrado. “Não podemos viver com a ideia de um confinamento da cultura ou de uma suspensão do pensamento livre.”

O leque de convidados conta ainda com outras presenças especiais do universo do cinema e da televisão, entre elas o “Embaixador de Viseu” para o cinema em 2020, o apresentador e jornalista Mário Augusto – mais um regresso aguardado ao “Tinto no Branco” –; os jovens viseenses Afonso e Bernardo Rapazote, autores da curta-metragem CORTE, selecionada para a competição da “Cinéfondation” do Festival de Cannes 2020, e vencedora do prémio “Novo Talento” do festival INDIE Lisboa 2020; e o escritor, cronista e argumentista Rui Cardoso Martins.

O programa incorpora e valoriza, mais uma vez, a “prata” da casa, com dois momentos dedicados a autores de Viseu e aos seus mais recentes lançamentos literários: Dionísio Vila Maior, com a sua obra “Orfeu sem mim”, e Jorge Marques, com “Mar das Guitarras”, ambos os títulos publicados em 2020.

Por ocasião destes Encontros Literários “virtuais”, terá ainda lugar a apresentação da coleção editorial “Viseu Sabe Bem”, um conjunto de 12 fascículos que reúnem as histórias e os segredos por detrás de alguns dos mais tradicionais e identitários sabores da gastronomia viseense, numa iniciativa editorial do Município de Viseu. Um momento que contará com a presença do autor, Alberto Correia, do Vereador da Cultura e Turismo, Jorge Sobrado, do Chef Diogo Rocha e do historiador Luís Fernandes.

E porque a poesia ocupa também um lugar especial no “Tinto no Branco”, Isaque Ferreira e Rui Spranger renovam a sua presença nesta edição para um espetáculo de poesia.

O Município de Viseu é responsável pela organização dos Encontros Literários “Tinto no Branco”, sendo a VISEU MARCA parceira na produção e comunicação. A GALP, a Litocar e a FNAC são patrocinadores da iniciativa. A produção executiva está a cargo da The Book Company/Booktailors.

Toda a programação, atualizada e em permanência, em www.tintonobranco.pt