Voltar

“Fósseis - Fragmentos Pós-Arqueológicos” é a nova exposição que estabelece parceria entre dois museus municipais

A mostra chega a Viseu dia 17 de julho. A inauguração da exposição terá início às 16 horas, na Quinta da Cruz – Centro de Arte Contemporânea
 
No próximo sábado, dia 17 de julho, a Quinta da Cruz – Centro de Arte Contemporânea de Viseu inaugura uma nova exposição temporária. Da autoria de João Dias, intitula-se "Fósseis - Fragmentos Pós-Arqueológicos” e é resultado de uma colaboração com o Polo Arqueológico de Viseu António Almeida Henriques.
 
As obras apresentadas refletem o olhar do autor sobre o meio natural e traduzem uma recolha e um método de catalogação das paisagens, que se materializa na criação de elementos escultóricos. 
 
A exposição configura, igualmente, a primeira apresentação pública de uma linguagem desenvolvida pelo artista ao longo dos últimos anos. Através dela, introduz-se um processo inovador, adaptado a partir das tecnologias de fotogrametria, maquetagem e impressão 3D, para a representação de pormenores de espaços físicos concretos, existentes na região de Viseu, quer de referência patrimonial e arqueológica, quer de referenciação pessoal do autor.
 
Assim, de forma interativa, e através da utilização de conceitos de media-art sobrepostos à criação, o visitante poderá explorar as diferentes narrativas ficcionais que ali se reúnem, recorrendo à realidade aumentada.
 
Esta exibição, que se caracteriza pela forte ligação entre as obras de arte, a arqueologia e a natureza, contará ainda com uma extensão localizada nos Jardins da Casa do Miradouro, que será aberta ao público em data a anunciar.
 
O evento de inauguração tem lotação máxima de 40 pessoas. Todos aqueles que quiserem participar neste momento, deverão inscrever-se, preenchendo este formulário: https://forms.gle/hsm9cX7n8tB849DW8. Depois disso, o acesso está sujeito a um limite de oito pessoas por grupo, para visitas entre as 16H30 e as 18H30.