Museu Almeida Moreira

Francisco Almeida Moreira foi um dos maiores percussores da cultura da região de Viseu no séc. XX, assim como fundador e diretor do Museu Grão Vasco. Em testamento, instituiu Viseu a herdeira da sua habitação e das suas coleções, para que o Município fizesse dela casa-museu. Neste espaço encontram-se obras da sua coleção privada, de autores como Silva Porto, Marques de Oliveira, José Malhoa, Columbano e António Ramalho. A coleção de maior dimensão do Museu é constituída por peças de cerâmica, com exemplares relevantes dos vários centros de produção de faiança do território nacional.

 

Exposição Temporária

Santos Populares, entre a devoção e a festa

Até 25 de setembro 2022

Nesta mostra, expõem-se diversas esculturas e pinturas dos santos ditos populares, expressivas da veneração das comunidades e representativas dos programas iconográficos que lhe estão associados e são mais recorrentes no território da Diocese de Viseu. A piedade popular é evidenciada pela presença de pagelas e das referências a algumas tradições aliadas aos santos juninos. A colocação de algumas peças associadas às procissões remete-nos para o significado profundo que elas têm para os fiéis enquanto caminhada de oração do Povo de Deus e ação evangelizadora.