Museu do Quartzo

O Monte de Santa Luzia foi, durante 25 anos, (1961 a 1986) palco, de extração de quartzo pela “Companhia Portuguesa de Fornos Elétricos” de Canas de Senhorim. Como resultado, restou uma grande cratera, uma autêntica “janela para o interior da terra”, tendo sido recentemente aproveitada para a construção deste Museu. Único no mundo, é um centro interativo de exploração do património geológico e natural da região. Com uma forte vertente pedagógica e visitas adaptadas a várias faixas etárias, este é um espaço privilegiado para visitas escolares no âmbito da aprendizagem da geologia, do património natural e da sua proteção e preservação. Paralelamente à exposição permanente, o Museu do Quartzo apresenta exposições temporárias dedicadas às temáticas da mineralogia.

 

Exposições temporárias

Berço de Quartzo

Até 31 de dezembro de 2022

A exposição "Berço de Quartzo” celebra o 10º aniversário do Museu e apresenta a evolução deste projeto, desde o abandono da exploração até ao nascimento do espaço museológico. Consiste também numa homenagem ao Prof. Galopim de Carvalho pela conceção do projeto de recuperação do Monte de Santa Luzia, em 1990, que resultou na aceitação deste espaço natural como um local de interesse mineralógico e geológico a valorizar e conservar.

Vendo o Planeta Terra: nos ombros de Gigantes

Até 31 de dezembro de 2022

A exposição "Vendo o Planeta Terra: nos ombros de Gigantes” oferece aos visitantes a oportunidade de conhecerem mais de 100m2 de atividades interativas que misturam conceitos como roldanas, alavancas, Arquimedes, eletricidade, ciclo hidrológico, zonamento interno da Terra, entre muitos outros. Convida todos os interessados a descobrir, não só os fundamentos de alguns processos simples, mas também a forma como este conhecimento nos permite compreender melhor o ciclo hidrológico, as tempestades, o funcionamento do nosso corpo ou a estrutura interna da Terra.