Notícias


No Dia Mundial do Turismo, Município de Viseu possibilita visitas a pontos turísticos geralmente encerrados

Muralha Romana, na Rua Formosa, e Capela do Solar dos Condes de Prime, na Rua dos Andrades, abrem portas excecionalmente esta terça-feira Amanhã, dia 27 de Setembro, comemora-se o Dia Mundial do Turismo, e o Município de Viseu vai receber os seus turistas e visitantes com um conjunto de ações especialmente pensadas para esta data. Ao longo desta terça-feira, os visitantes poderão visitar dois locais que habitualmente se encontram encerrados ao público: a Muralha Romana, na Rua Formosa, e a Capela do Solar dos Condes de Prime, na Rua dos Andrades. Para aceder à Muralha, os interessados deverão contactar o Núcleo de Turismo através do 963 766 214; para visitar a Capela, basta acederem pela entrada principal, que estará aberta. As visitas estarão disponíveis entre as 10 e as 12 horas e entre as 14 e as 17 horas. Também as viagens no Comboio Turístico de Viseu, no dia de amanhã, serão gratuitas. Os viajantes poderão circular no veículo pelas ruas da Cidade-Jardim nos seguintes horários: 10H00, 11H00, 15H00, 16H00, 17H00 e 18H00. O Carrossel do Parque Aquilino Ribeiro também terá viagens gratuitas no seu horário habitual: entre as 14 e as 19 horas.

Rancho à moda de Viseu e Viriato já fazem parte do Produtos Tradicionais Portugueses

Receitas emblemáticas viseenses juntam-se a outros símbolos gastronómicos do país A Direção Geral de Agricultura e Desenvolvimento Rural (DGADR) apreciou de forma positiva a inclusão do Rancho à moda de Viseu e do Viriato nos Produtos Tradicionais Portugueses. Num país como Portugal, que conta com uma variedade extensa e diversificada de produtos alimentares, esta lista pretende valorizar e promover receitas tradicionais, assim como preservar o património gastronómico num receituário de pratos em forma de herança culinária. Confecionado à base de carnes, couve, massa, batata e grão de bico, o Rancho à moda de Viseu era uma adição obrigatória a este conjunto de pratos históricos do nosso país, nomeadamente, pela importância e ligação que tem com a cidade de Viseu e com a zona Centro de Portugal. Marcado pela peculiaridade de todos os ingredientes serem cozidos em conjunto, o Rancho ganha um apurado caldo com um sabor particular que todos os viseenses conhecem e, em particular, aqueles que o provaram no Regimento de Infantaria nº 14, onde, reza a lenda, foi criada a receita deste prato. Servido todo o ano, o Rancho ganhou, nos últimos anos, uma nova notoriedade com a criação da "Rota do Rancho”, uma ação de dinamização promovida pela Associação Comercial do Distrito de Viseu (ACDV) em parceria com o Município de Viseu, que, em 2021, contou com a participação de cerca de 50 restaurantes, e pretende promover e celebrar o Rancho à moda de Viseu. Notável é também o bolo à base de farinha, açúcar, ovos e coco ralado, com formato em "V” e inspirado no mítico herói da cidade de Viseu, o tradicional Viriato. Produto de uma confeção passada de geração em geração e com traços característicos que são, rigorosamente, respeitados pelos estabelecimentos viseenses que o produzem, o Viriato está presente no quotidiano da cidade desde os anos 50, altura em que era distribuído com o pão fresco logo pela manhã. Nos dias de hoje o Viriato pode ser saboreado em, praticamente, todas as confeitarias de Viseu, tornando este, um dos tesouros da Cidade-Jardim e um marco de degustação obrigatória a todos os que a visitam. Gastronomicamente requintada e única, a região de Viseu Dão-Lafões conta com um espólio culinário invejável e é com naturalidade que, nos próximos anos, esperamos ver adicionados a esta lista de Produtos Tradicionais Portugueses outras típicas especialidades locais.

Em agosto, Viseu vai acolher a iniciativa “Viseu Dão Lafões Pé ante Pé”

Percurso Pedestre "Rota do Quartzo” é o itinerário escolhido, que convida os visitantes a descobrir o território, a 6 de agosto A Comunidade Intermunicipal (CIM) Viseu Dão Lafões está a promover, desde maio passado, a iniciativa "Viseu Dão Lafões Pé Ante Pé”.Esta iniciativa visa a ativação da Rede de Percursos Pedestres de Viseu Dão Lafões e é desenvolvida em estreita colaboração com os municípios. No caso do Município de Viseu, a atividade decorre no Percurso Pedestre "Rota do Quartzo”, na Freguesia do Campo, no próximo dia 6 de agosto. Todos os amantes do turismo de natureza e atividades ao ar livre são convidados a descobrirem o melhor que Viseu Dão Lafões tem para oferecer. As inscrições estão abertas através do preenchimento de formulário próprio, disponível em https://cm-viseu.pt/pt/areas-servicos/cultura/inscricoes-no-pe-ante-pe-percurso-pedestre-rota-do-quartzo/. Composta por um calendário de catorze caminhadas, uma por cada Município da CIM Viseu Dão Lafões, com níveis de dificuldade que variam entre o 1 (fácil) e o 2 (médio), "Pé Ante Pé” oferece um enquadramento cénico que presenteia os participantes com os melhores argumentos naturais da região. Os interessados podem consultar o calendário "Viseu Dão Lafões Pé ante Pé” em https://www.visitviseudaolafoes.pt/cim-promove-a-descoberta-de-viseu-dao-lafoes-pe-ante-pe/ ou nas Redes Sociais @visitviseudaolafoes.

Comboio Turístico regressa às ruas da Cidade-Jardim

Viagem inaugural realiza-se na próxima sexta-feira, pelas 11 horas O Comboio Turístico está de regresso a Viseu. Hoje, quarta-feira, e amanhã, quinta-feira, realizar-se-ão viagens normais. Na sexta-feira, o serviço arranca com a viagem inaugural, pelas 11 horas, com ponto de partida na Praça da República (Rossio). O momento contará com a presença do Presidente da Câmara Municipal de Viseu, Dr. Fernando Ruas, e da Vereadora da Cultura e Turismo, Dr.ª Leonor Barata. O Comboio vai circular nos meses de julho, agosto, setembro e dezembro, e vai proporcionar 6 viagens diárias. Com embarque na Praça da República (Rossio), de sábado a quinta-feira, as viagens realizam-se às 10H00, 11H00, 15H00, 16H00, 17H00 e 18H00; às sextas-feiras, decorrem pelas 15H00, 16H00, 17H00, 18H00, 21H00 e 22H00. O valor do bilhete é de 3 euros para os adultos e de 1,50 euros para as crianças dos 4 aos 12 anos. Até aos 3 anos de idade, o bilhete é gratuito. Os titulares do Cartão Viseu Jovem Municipal usufruem de 50% de desconto no valor do bilhete. A viagem tem a duração de 50 minutos e percorre 6 quilómetros pelo centro da cidade, incluindo duas paragens de embarque e desembarque: a primeira, na Praça da República (Rossio); a segunda, no Parque do Fontelo, com a duração de 10 a 15 minutos, onde os passageiros também podem adquirir bilhete e embarcar. A paragem no Fontelo decorre 30 minutos após o início da viagem no Rossio. O percurso do Comboio Turístico é o seguinte: Praça da República > Avenida 25 de Abril > Rua Gaspar Barreiros > Rua Dom António Alves Martins > Largo Alves Martins > Rua 5 de Outubro > Estrada da Circunvalação > Avenida José Relvas > Parque do Fontelo (paragem e local de embarque e desembarque) > Alameda Messias Fuschini > Rua Arrabalde > Rotunda do Coval  > Túnel de Viriato  > Rotunda Cibernética > Avenida Capitão Homem Ribeiro > Campo de Viriato > Avenida Emídio Navarro > Avenida Capitão Silva Pereira > Rua Alexandre Lobo > Rua Dr. Luíz Ferreira > Praça D. Duarte > Rua do Adro > Largo da Misericórdia > Largo Pintor Gata > Rua Nunes de Carvalho > Largo Major Teles > Praça da República (chegada). O percurso pode sofrer alterações face aos condicionamentos de trânsito derivados dos eventos Jardins Efémeros, Cinema na Cidade e Feira de São Mateus. Para o esclarecimento de dúvidas estão disponíveis os contactos do Núcleo de Turismo do Município de Viseu, através do e-mail turismo@cmviseu.pt ou do contacto telefónico 963 766 214.

Está no ar o novo VISITVISEU.PT

Novo site foi lançado esta manhã, no Rossio. “Roteiro à Medida” é a grande novidade   Esta manhã, a Praça da República assistiu ao lançamento do novo VISITVISEU.PT: uma versão mais intuitiva, moderna e dinâmica do portal turístico da Cidade-Jardim. O momento contou com a presença da Vereadora do Turismo da Câmara Municipal de Viseu, Dr.ª Leonor Barata, que revelou as principais novidades. “A atualização e reformulação do site pretende ser uma nova etapa na divulgação do nosso território e dos nossos atributos. É muito importante estarmos acessíveis a viseenses e turistas, para que todos possam usufruir da nossa cidade da melhor forma possível”, afirmou a Vereadora. O “Roteiro à Medida” é a grande novidade do site. Através desta funcionalidade, os visitantes respondem a um QUIZZ de 3 perguntas, onde selecionam o tipo de experiência que pretendem realizar em Viseu, se vêm com família ou amigos, e em que estação do ano. No final, o algoritmo organiza um roteiro personalizado, de acordo com as respostas, com pontos turísticos adaptados às preferências dos visitantes. Para além de uma nova imagem, o site está mais intuitivo. A homepage mostra, em primeiro lugar, as páginas às quais os visitantes mais acedem: Eventos, Roteiros e Museus. No que toca à interatividade, há um novo botão de “Pesquisar”; também todos os roteiros são auxiliados por mapas, com ligação direta ao Google Maps. O novo site tem, ainda, mais roteiros, sugestões e propostas. Para além dos roteiros de 1, 2 e 3 dias, apresenta, agora, 15 roteiros no total. Também é possível ler artigos temáticos com sugestões como, por exemplo, “4 locais para usufruir da natureza em Viseu”, “4 experiências em Viseu num dia de chuva”, “Visitar Viseu com crianças”, entre outros. Quanto às páginas “Onde Comer”, “Onde Dormir”, “Onde Sair” e “Onde Comprar”, outra das áreas de destaque do novo site, estas estão disponíveis para integrar todos os operadores e comerciantes interessados. Para fazer parte do site, só precisam de enviar um e-mail com uma fotografia do espaço, contactos e respetivo texto de apresentação para nic@cmviseu.pt. Desde janeiro, o antigo VISITVISEU.PT já tinha recebido cerca de 27 mil visitantes únicos, num total de mais de 78 mil visualizações de páginas.

Viseu lança novo site turístico

Novo VISITVISEU.PT é mais intuitivo, mais moderno e mais dinâmico Na próxima segunda-feira, 11 de julho, pelas 12 horas, realiza-se o lançamento oficial do novo VISITVISEU.PT, o portal turístico da Cidade-Jardim. O momento terá lugar na Praça da República (Rossio) e contará com a presença do Presidente da Câmara Municipal de Viseu, Dr. Fernando Ruas, e da Vereadora do Turismo, Dr.ª Leonor Barata. Com um design renovado, o novo site apresenta-se mais intuitivo, mais moderno e mais dinâmico. Vai ao encontro das necessidades dos turistas de Viseu e mostra, de forma mais organizada, todas as qualidades do concelho enquanto destino turístico. Também apresenta uma nova funcionalidade ao nível dos roteiros turísticos, que é a grande novidade do novo site.

Município apresenta Carta Gastronómica de Viseu, a 14 de julho

O Município de Viseu apresenta publicamente, no próximo dia 14 de julho, quinta-feira, pelas 19 horas, a Carta Gastronómica de Viseu, no Solar do Vinho do Dão.A Carta Gastronómica criada é um documento com o registo de 157 receitas populares da nossa região, resultado de um vasto trabalho de entrevistas, pesquisa e recolha de informação realizado ao longo dos anos no concelho de Viseu. Nesta sessão de apresentação, marcará presença o Presidente da Câmara Municipal de Viseu, Dr. Fernando Ruas, a Vereadora da Cultura e do Turismo, Dr.ª Leonor Barata, e o antropólogo e historiador Dr. Alberto Correia. A obra que vai ser apresentada resulta de um levantamento profundo e extenso por todo o território de Viseu, numa recolha de receituário, história e enquadramento cultural. A Carta Gastronómica de Viseu é, assim, um convite a mergulhar nos saberes e sabores da região, a sentar à mesa, a ouvir e contar histórias, a brindar ao Dão.

Consulte a programação do VERÃO NO PARQUE

A Cidade-Jardim celebra a nova estação e os dias soalheiros, transformando o pulmão verde de Viseu, o Parque Aquilino Ribeiro, naquele que é o palco principal do "Verão no Parque”.De 27 de maio a 31 de julho, o evento multidisciplinar instala-se no coração da cidade, oferecendo uma programação recheada de música, teatro, dança e poesia, atividades de saúde e bem-estar. Também a gastronomia – e a street food – têm aqui presença garantida, na companhia do Mercado de Boticas, que traz produtos diversos para delícia de viseenses, visitantes e turistas. Consulte aqui o programa do evento.

“2022” chega à Quinta da Cruz, em Viseu, pelas mãos dos finalistas de Artes Plásticas e Multimédia da ESEV

Mostra de trabalhos poderá ser vista até 23 de julho e conta com o maior número de participantes de todas as edições Foi inaugurada ontem, 23 de junho, a terceira edição da exposição dos alunos finalistas do curso de Artes Plásticas e Multimédia da Escola Superior de Educação de Viseu (ESEV), na Quinta da Cruz – Centro de Arte Contemporânea de Viseu. Com o nome “2022”, a exposição apresenta peças criadas pelos alunos, sob orientação dos respetivos docentes, e explora temas como a emergência ambiental, questões de género, a saúde mental, ou a desertificação do interior, e ainda projetos mais aplicáveis a contextos profissionais como a criação de identidades visuais, vídeos institucionais e repositórios gráficos. Para a Vereadora da Cultura, Dr.ª Leonor Barata, presente na inauguração, “estas parcerias são essenciais para um maior envolvimento da comunidade escolar viseense na cultura da região, e alertam para matérias de cariz social e ambiental de uma forma criativa. Para além disto, traduzem-se num palco expositivo fundamental para estes alunos, reconhecendo o seu trabalho e abrindo portas para que o público possa também conhecê-lo de perto”. Já a Presidente da ESEV, Dr.ª Cristina Gomes, destaca “o papel fundamental destes projetos na consolidação dos conhecimentos de um curso que estimula a ligação entre as artes e as tecnologias da informação”. Da ilustração à fotografia, da banda desenhada à escultura ou da ilustração aos videojogos, são 29 as obras, das mais diversas técnicas artísticas, que vão estar em exibição, no piso -1 do Centro de Arte Contemporânea de Viseu, até dia 23 de julho e com entrada livre. Este projeto parte de um protocolo de colaboração assinado entre o Município de Viseu, através da Quinta da Cruz – Centro de Arte Contemporânea de Viseu, e o Instituto Politécnico de Viseu, através da Escola Superior de Educação de Viseu, sendo que a exposição faz parte da programação anual.

Viseu recebe amanhã a “Tour Diego El Gavi: Seis cidades, seis workshops, seis concertos”

Iniciativa pretende desconstruir preconceitos, divulgar a cultura e a música ciganas e impulsionar a integração das comunidades ciganas Amanhã, quarta-feira, dia 22 de Junho, o Teatro Viriato receberá Diego El Gavi para um workshop de flamenco e um concerto do cantor e compositor lisboeta como parte integrante da iniciativa “Tour Diego El Gavi: Seis cidades, Seis Workshops, Seis Concertos”, promovida pelo Alto Comissariado para as Migrações e com o apoio de seis Municípios, entre os quais o de Viseu. O workshop teórico-prático, o qual se encontra já lotado, terá lugar entre as 17 e as 19 horas e abordará a origem e a evolução histórica do flamenco, a sua cultura, as diferentes correntes do flamenco atual, ritmos e sonoridades. Será lecionado por Diego El Gavi (cante), Paulo Croft (guitarra flamenca) e Carlos Mil-Homens (cajon), abordando vários temas, tais como tangos, alegrias de cádiz e estruturas. Mais tarde, pelas 21H30, tem início o concerto, de entrada gratuita e limitado à lotação do Teatro Viriato, e que servirá de apresentação ao álbum de Diego El Gavi, intitulado “Puerta del Alma”. O músico será acompanhado em palco por Ricardo Pinto (trompete), Paulo Croft (guitarra), Victor Zamora (piano), Leo Espinosa (baixo) e Carlos Mil Homens (cajon). Os bilhetes para o concerto podem ser levantados previamente, na bilheteira do Teatro Viriato, de segunda a sexta-feira, entre as 13 e as 19 horas, e no dia do concerto, até à hora do espetáculo. Viseu é a quinta cidade a acolher o projeto que tem como objetivos principais a divulgação “da riqueza e diversidade das culturas ciganas, assim como distinguir a música e cultura como veículos privilegiados de promoção de inclusão”. A iniciativa é ainda cofinanciada pelo Programa Operacional Inclusão Social e Emprego (PO ISE), através do Fundo Social Europeu (FSE).  

Música, tradição e folia estão de volta às ruas da cidade com nova edição das Festas Populares

  CONSULTE A PROGRAMAÇÃO AQUI   Festa das Freguesias, Marchas e Cavalhadas de Teivas e Vildemoinhos compõem o cartaz, de 17 a 24 de junho   Na Cidade-Jardim já se vive o espírito dos Santos Populares. Neste mês de junho, as celebrações próprias da época estão de regresso e em pleno, reunidas num cartaz muito aguardado por viseenses e visitantes, que dele poderão usufruir entre os dias 17 e 24 de junho. A Festas das Freguesias, as Marchas dos Santos Populares e as Cavalhadas de Teivas e de Vildemoinhos prometem trazer às ruas e avenidas uma enorme moldura humana, cumprindo assim as tradições que tão bem definem a identidade de Viseu. "É um regresso feliz e muito aguardado deste conjunto de realizações que comprovam a autenticidade do nosso território”, salienta o Presidente da Câmara Municipal de Viseu, Dr. Fernando Ruas. "As Festas Populares de Viseu são uma das joias da nossa agenda cultural e é com especial agrado que registo todas estas sinergias criadas na comunidade para a sua concretização”, afirma o autarca. O cartaz das Festas Populares de Viseu arranca já esta sexta-feira, dia 17 de junho, ao final da tarde, com a Festa das Freguesias. É no Parque Aquilino Ribeiro que as 25 Freguesias do concelho se reúnem para três dias dedicados à promoção da sua identidade, etnografia, gastronomia e património. Estes serão também três dias que enaltecem a cultura e música popular, com duas dezenas de grupos de cantares e etnográficos, ranchos folclóricos, tunas e bandas filarmónicas a atuar no Parque da Cidade. A noite de sábado, dia 18 de junho, está reservada para o desfile e concurso das Marchas dos Santos Populares. Pelas 21H30, oito grupos de marchantes desfilarão pela Avenida 25 de Abril, rumo à Praça da República, mostrando os seus trajes coloridos e as coreografias cuidadosamente preparadas nos últimos meses. No ano em que regressam à rua, as Marchas contam com cerca de 700 participantes, entre marchantes – nas categorias infantil, juvenil e sénior - e acompanhamento musical. Todos eles irão cantar e dançar ao som da composição vencedora do concurso "Marcha Viseu 2022”, subordinada à temática "Vem para a rua Viseu / vamos cantar e bailar”, para além de outras canções, baseadas nas tradições e Santos Populares. No dia seguinte, domingo, 19 de junho, é a vez das Cavalhadas de Teivas rumarem ao centro da cidade para o seu famoso cortejo centenário, que celebra este ano 369 edições. Pelas 15 horas, 15 grupos de carros alegóricos, e ainda bombos e fanfarras, prometem uma tarde de folia nas ruas de Viseu, sem esquecer a célebre "Dança da Morgadinha”, onde as indumentárias coloridas são rainhas do desfile. O tema eleito para 2022 é "A Paz” e cerca de 300 pessoas estão envolvidas nesta organização. Na localidade de Teivas, o cartaz das celebrações integra ainda dois concertos nas noites do dia 18, pelas 21H30, com a Banda Panorama, e no dia 19, pelas 21 horas, com a Banda Time. A decorrer esteve também o 2º Concurso de Quadras Populares ao São João, promovido pela Biblioteca Capitão Lobão Ferreira da Associação de Teivas, cujos vencedores serão revelados a 20 de junho, na sede da Associação. Com o final do mês chega o dia de São João, a 24 de junho, dia em que saem à rua as Cavalhadas de Vildemoinhos. Com 370 anos de história, e com cerca de 15 carros alegóricos, esta manifestação da cultura popular viseense terá o seu início pelas 9 horas, dando assim seguimento à histórica e anual promessa feita por moleiros. Pese embora o dia do cortejo a 24 de junho, as celebrações do São João, em Vildemoinhos, começam já esta semana. De 16 a 22 de junho, há Tasquinhas de Sardinha; dia 23, atua o grupo Soma & Segue, pelas 22 horas, seguindo-se a tradicional Queima do Pinheiro, pelas 23H30; dia 24, pelas 17 horas, realiza-se a Festa Religiosa em honra de São João Baptista e, à noite, pelas 22 horas, atua o grupo K7; dia 25, a noite conta também com a atuação musical da Banda Design, pelas 22 horas. O programa de celebrações encerra no dia 26, com um Encontro de Músicas Tradicionais e Folclore pelas 15 horas; a atuação da Banda Sinfónica da PSP pelas 21H30 e da Infantuna Cidade de Viseu pelas 22H30. Para a Vereadora da Cultura, Turismo e Património, Dr.ª Leonor Barata, "com os nossos grupos e associações, preparámos um cartaz preenchido, para que todos possam sair à rua e viver os Santos Populares, num clima deveras especial, já que este ano conseguimos lançar as quatro iniciativas”. "Quero aqui deixar o convite a todos os viseenses e amigos para celebrarem as tradições que tanto nos caraterizam e definem enquanto povo”, concluiu.  

Município de Viseu renova convite a viver o verão num Centro Histórico livre de carros

Encerramento de trânsito terá lugar às sextas-feiras, sábados, domingos e feriados, de 17 de junho a 21 de setembro   Neste verão de 2022, o Município de Viseu recupera a campanha de promoção de um Centro Histórico com qualidade e "amigo” do ambiente, sem carros, promovendo uma circulação segura e confortável, a pé ou bicicleta, para viseenses, visitantes e turistas, que aqui residem ou o visitam.   Neste contexto, e sob o mote "Centro Histórico, Verão sem Carros”, a partir desta sexta-feira, dia 17 de junho, será promovido o encerramento de trânsito no Centro Histórico, às sextas-feiras, entre as 19 e as 02 horas, aos sábados, entre as 16 e as 02 horas, assim como aos domingos e feriados, entre as 15 e as 20 horas. Esta medida prolongar-se-á até ao 21 de setembro.    A Polícia Municipal de Viseu será responsável pela realização dos respetivos cortes de trânsito, acompanhando e prestando apoio no terreno. Esta interdição no Centro Histórico contempla os principais acessos à zona antiga, nomeadamente no início da Rua dos Combatentes da Grande Guerra e no entroncamento da Travessa da Misericórdia com o Adro da Sé, mantendo-se a circulação pela Calçada da Vigia. Nos dias em que existam espetáculos ou concertos no Adro da Sé, o corte será realizado no início da Travessa da Misericórdia.    Consequentemente, será autorizado, excecionalmente, o acesso a moradores da zona histórica e clientes dos hotéis Palácio dos Melos, Casa da Sé e Allgo Hostel, pela Porta do Soar, em sentido inverso, sendo a saída realizada pela Rua Chão do Mestre, Rua Augusta Cruz, Praça D. Duarte e, consequentemente, Rua Augusto Hilário ou Rua D. Duarte. Ao longo deste período, as pessoas idosas e com mobilidade reduzida ou condicionada terão também o acesso garantido às ruas e vias do Centro Histórico que estão cortadas, por forma a causar o mínimo de transtorno possível nas suas deslocações. Nos horários de culto e cerimónias religiosas, a ter lugar na Sé de Viseu ou na Igreja da Misericórdia, o acesso ao Adro da Sé será permitido, excecionalmente, nestes períodos, pela Travessa da Misericórdia.   Em 2022, o Município de Viseu convida toda a comunidade a desfrutar da zona antiga da cidade, em toda a sua beleza e singularidade. À boleia desta saída, é reforçado o convite para desfrutar da agenda cultural de Viseu, recheada de eventos, atividades e iniciativas, do "Verão no Parque” à Feira de São Mateus, para visitar e comprar no comércio local, saborear a gastronomia dos restaurantes, viver e sentir a Cidade-Jardim, na sua plenitude. 

Exposição “Santos Populares: Entre a devoção e a festa” inaugura esta sexta-feira, no Museu Almeida Moreira

O Museu Almeida Moreira acolhe a partir desta sexta-feira, dia 10 de junho, pelas 16 horas, uma nova exposição temporária, intitulada "Santos Populares: Entre a devoção e a festa”, resultado de uma parceria entre a Diocese de Viseu, através do Departamento dos Bens Culturais, e o Município de Viseu.     A inauguração contará com a presença do Presidente da Câmara Municipal de Viseu, Dr. Fernando Ruas, da Vereadora da Cultura, Turismo e Património, Dr.ª Leonor Barata, do Bispo de Viseu, D. António Luciano, e da Coordenadora do Departamento dos Bens Culturais, Dr.ª Fátima Eusébio.    "As celebrações dos três santos populares, Santo António, São João e São Pedro, revestem-se de diversas expressões, onde a vivência da fé se cruza com realizações mais profanas, assumindo sempre uma ambiência de festa e alegria. Neste projeto expositivo perspetivou-se a integração desta simbiose entre a devoção e a festa, tão marcante na tradição cultural portuguesa.  Expõem-se diversas esculturas e pinturas dos santos ditos populares, expressivas da veneração das comunidades e representativas dos programas iconográficos que lhe estão associados e são mais recorrentes no território da Diocese de Viseu. A piedade popular é evidenciada pela presença de pagelas e das referências a algumas tradições aliadas aos santos juninos. A colocação de algumas peças associadas às procissões remete-nos para o significado profundo que elas têm para os fiéis enquanto caminhada de oração do Povo de Deus e ação evangelizadora.  Ainda que de forma meramente indicativa, também se evocam os arraiais e a diversão popular através dos característicos enfeites de rua e de algumas quadras do cancioneiro popular. As cerca de quatro dezenas de peças expostas são provenientes das paróquias de Bodiosa, Couto de Baixo, Ferreira de Aves, Lordosa, Pindo, Pinheiro de Aguiar, São Joaninho, São Pedro do Sul, São Salvador, Sátão, Senhorim, travanca de Tavares, Vila Maior e Vouzela, bem como da Confraria de Santo António de Viseu, da Ordem Terceira de São Francisco e dos Seminários da Diocese de Viseu.  Departamento dos Bens Culturais”

Quinta da Cruz, em Viseu, volta a acolher o Festival EDUCARTE

Iniciativa vai decorrer entre os dias 7 e 9 de junho e junta centenas de participantes de várias escolas do distritoAmanhã, dia 7 de junho, tem início mais uma edição do "EDUCARTE - Festival das Práticas Artísticas”, na Quinta da Cruz – Centro de Arte Contemporânea, em Viseu.Ao longo dos três dias de festival, quase 600 participantes, provenientes de 11 escolas, jardins de infância e Instituições Particulares de Solidariedade Social do concelho - e também distrito -, vão poder aproveitar dezenas de atividades e oficinas criativas que juntam as artes visuais e performativas e a natureza numa só experiência, de caráter lúdico-pedagógica. Nesta edição, os desafios levarão os participantes pelos trilhos da Quinta da Cruz, à descoberta da sua biodiversidade, mas também pela aprendizagem e prática de técnicas artísticas como a modelagem em barro ou a cianotipia, o sopro em gotas de tinta e outros trabalhos manuais. Neste projeto, no qual será posta à prova a criatividade e a imaginação de todos os grupos, contamos com a colaboração dos mediadores Joana Mendonça, Zé Pedro (Quinta Oficina), Gabriel Silva (ASPEA), Luís Branco, Teresa Eça (APECV) e ainda outros elementos da Escola Secundária Viriato. Na quinta-feira, dia 9 de junho, pelas 18 horas, vai ter lugar a cerimónia de encerramento, com o espetáculo de teatro com música ao vivo "As Ideias são como as Sementes”, de entrada gratuita e dirigido ao público em geral."Não te sentes, confortavelmente, a assistir a esta inquietante aventura, arregaça as mangas e envolve-te nesta missão que também é tua. A personagem desta história é desafiada pela sua avó, numa graciosa metáfora sobre esta grande família chamada Natureza. Vamos ajudá-lo nesta viagem e descobrir a melhor maneira de fazer esta ideia germinar nos corações, pois há ainda oportunidades para vivermos num Mundo Melhor” é o mote para este espetáculo que será protagonizado pela Quinta Oficina. Este último dia do festival vai ainda contar com as presenças e discursos da Vereadora da Cultura e Ação Social, Dr.ª Leonor Barata, e da Presidente da Associação de Professores de Expressão e Comunicação Visual (APECV), Dr.ª Teresa Eça. O "EDUCARTE – Festival das Práticas Artísticas” é organizado pelo Município de Viseu, através da Quinta da Cruz – Centro de Arte Contemporânea, e pela Associação de Professores de Expressão e Comunicação Visual. Visa envolver a comunidade na criação artística, promover a diversidade cultural, o diálogo intercultural e a coesão social, ao mesmo tempo que promove a arte nas suas várias vertentes.

Museu Keil Amaral recebe Ciclo de Palestras sobre Arte Contemporânea

"(Re)parar na arte do nosso tempo” chega ao Museu nos dias 3 e 4 de Junho O Museu Keil Amaral vai dedicar dois dias à Arte Contemporânea com o ciclo de palestras "(Re)parar na arte do nosso tempo”.  Nos dias 3 e 4 de Junho, o Museu Municipal acolhe um programa de quatro conferências que oferecem aos participantes um espaço de discussão e pensamento sobre um conjunto de temáticas extraídas da análise de autores do panorama artístico contemporâneo. Nesta atividade, dirigida ao público em geral, serão discutidos temas como Arte Contemporânea: uma introdução (3 de Junho – 10H – 12H); Livros de artista e a infância (3 Junho – 14H30 — 16H30); Pendulum: entre a criação plástica e a música contemporânea (4 Junho– 10H – 12H); e Maria Keil: a intimidade como lugar de invenção (4 Junho – 14H30 — 16H30).Dinamizado por Samuel Silva, artista plástico, professor universitário e investigador, este ciclo de conferências pretende gerar uma oportunidade de contacto e familiarização com a cultura contemporânea em toda a sua amplitude disciplinar, metodológica e processual, assim como, fornecer um conjunto de ferramentas para análise e interpretação das práticas artísticas do nosso tempo. A inscrição é gratuita, através do email museukeilamaral@cmviseu.pt, e deve ser realizada até dia 1 de junho. Os projetos deste artista têm explorado as relações entre a prática artística e o seu contexto social, o envolvimento e participação do público em processos de criação, assim como desenvolvido experiências criativas que problematizam situações intersticiais entre arte e educação.Samuel Silva é Professor Auxiliar na Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto, doutorado em Educação Artística com a tese "Desenhando-se. Inter-relações entre a experimentação artística e a construção de subjetividades em ambientes de aprendizagem" e mestre em Práticas Artísticas Contemporâneas, sendo ainda membro integrado no Instituto de Investigação em Arte, Design e Sociedade (I2ADS) da Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto.Desenvolve investigação nas áreas da educação artística e mediação em espaços culturais, tendo colaborado nos últimos anos com o Museu de Arte Contemporânea de Serralves, concebendo e coordenando cursos, ações de formação, conversas ou desenvolvendo projetos de índole experimental

Gravações do filme Velocidade Furiosa acontecem no Distrito de Viseu

O Presidente da Câmara Municipal de Viseu, Dr. Fernando Ruas, informou que foi contactado por elementos ligados à rodagem do filme "Velocidade Furiosa X” da possibilidade de gravação de cenas do filme em estradas do Distrito de Viseu e da vontade de se estabelecer em Viseu um "quartel-general” para esta gravação. Dado o envolvimento de outros concelhos da CIM Viseu Dão Lafões e consequente contacto com a comunidade, foi promovida, recentemente, uma reunião onde se estabeleceram algumas estratégias de possível comunicação, logística e eventual articulação com entidades detentoras da dominialidade viária. "Velocidade Furiosa” é uma série de filmes americana, criada em 2001, que se integra na categoria de filmes de ação. Segundo o Presidente da autarquia, "a possibilidade de gravação de cenas em Portugal, mais concretamente dentro do território da CIM Viseu Dão Lafões, que possam integrar o filme, é prestigiante”. "Esta é mais uma oportunidade de nos afirmarmos como região e de dar-nos a conhecer ao mundo, através de mediatismo das nossas paisagens e das nossas potencialidades”, afirma o Dr. Fernando Ruas.